Terça, 26 de Outubro de 2021 00:35
61996377502
Notícias Meio Ambiente

Vulcão entra em erupção nas Ilhas Canárias

O alerta havia sido emitido no último dia 16, com risco de tsunami podendo atingir a costa brasileira

20/09/2021 09h59 Atualizada há 1 mês
1.911
Por: Stéffany Santos
Fonte da Imagem: Desiree Martin/AFP
Fonte da Imagem: Desiree Martin/AFP

Desde a última quinta-feira (16), o Brasil via-se temeroso com a possibilidade de ser atingido por uma tsunami vinda das ilhas Canárias, na Espanha. Apesar de especialistas terem declarado que as chances seriam mínimas, a erupção vulcânica em La Palma na manhã de ontem (19) acendeu o alerta.

Segundo o alerta, a tsunami poderia atingir a costa brasileira, principalmente o litoral setentrional, formado por Ceará, Rio Grande do Norte e nordeste do Maranhão.

Para o pesquisador Saulo Vital, professor do Departamento de Geociências da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e coordenador do Núcleo de Estudos e Ações em Urgências e Desastres (NEUD), o alerta é importante, mas não é dos mais graves.

Antes da erupção, os cientistas registraram uma série de terremotos de magnitude 3,8 no parque nacional, de acordo com o Instituto Geográfico Nacional Espanhol (ING). De acordo com o governo das Ilhas Canárias, a erupção ocorreu em Cabeza de Vaca, em El Paso, às 15h15 do horário local (11h15 no horário de Brasília). 

Logo após a erupção, o governo local pediu aos moradores que "tenham extrema cautela" e fiquem longe da área e das estradas.

A televisão espanhola mostrou fontes de lava sendo lançadas, e nuvens de fumaça podiam ser vistas do outro lado da ilha. Enormes plumas vermelhas cobertas com fumaça preta e branca dispararam ao longo da crista vulcânica. Um fluxo de lava negra com a ponta em chamas deslizava em direção a algumas casas na vila de El Paso.

Segundo as autoridades, até agora apenas oito casas foram afetadas. O presidente Angel Victor Torres ainda destacou durante coletiva que a erupção ocorreu em área despovoada, mudando apenas 300 metros do local inicialmente calculado. Agora, a lava se dirige em direção à costa.

Cerca de 5 mil pessoas foram retiradas da área de risco.

Stavros Meletlidis, doutor em vulcanologia do Instituto Geográfico Espanhol, disse que a erupção abriu cinco fissuras na encosta e que não tinha certeza de quanto tempo ela pode durar. "Temos que medir a lava todos os dias e isso nos ajudará a descobrir", comentou.

O presidente das Ilhas Canárias, Angel Victor Torres, disse que não havia relatos de feridos. 

*Com informações G1

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias