Terça, 26 de Outubro de 2021 00:18
61996377502
Notícias Meio Ambiente

Tecido inteligente que refresca nos dias de calor

Roupa resfria até 5 ºC sem gastar energia.

27/09/2021 16h30 Atualizada há 4 semanas
83
Por: Vítor Tobias
Créditos: Shutterstock
Créditos: Shutterstock

Dias quentes no inverno e ainda mais quentes no verão. O que antes era uma sensação térmica, agora é uma realidade: as temperaturas estão mais altas e, muitas vezes, parece que nem o ar-condicionado consegue dar conta de nos refrescar. Pensando nisso, cientistas da Universidade Huazhong de Ciência e Tecnologia em Wuhan, China, criaram um novo tipo de tecido que irradia calor para manter as pessoas mais frescas em temperaturas quentes.

O chamado “metafabric” é um combinado de pequenas fibras usadas para fazer roupas. O tamanho das partículas foi projetado para que cada item sirva a um propósito diferente ao atuar como radiadores, isso porque o teflon e o óxido de titânio refletem a luz ultravioleta de maneira semelhante ao protetor solar, enquanto o ácido polilático emite luz infravermelha, em vez de contê-la, da mesma forma que o clima em temperaturas mais elevadas. Em outras palavras, o conceito por trás disso chama-se resfriamento radiativo, um tipo de refrigeração passiva que expulsa o calor do corpo ao gerar ondas de infravermelhos. “Por meio do controle estrutural, o metafabric atinge uma emissividade no infravermelho quase perfeita, maximizando assim a dissipação de calor”, explica o cientista Guangming Tao, que liderou o estudo.

O que apontam os testes?

Durante os testes, um participante sentou-se ao sol quente usando uma vestimenta metade metafabric, metade algodão, para ver o que aconteceu.

A temperatura da pele por baixo do tecido inteligente aumentou apenas um grau (precisamente de 31°C para 32°C). Por baixo do algodão, as temperaturas atingiram incômodos 37°C.

Os resultados mostram que o tecido inteligente é mais eficaz quando é branco, embora haja potencial para tingi-lo em cores diferentes, o impacto no processo de resfriamento seria consideravelmente reduzido se colocado em camadas sobre as roupas normais.

O mais impressionante aconteceu mesmo quando o tecido foi testado em veículos deixados propositalmente sob a luz solar direta.

O teste aconteceu com três carros, um protegido pelo metafabric, outro protegido por uma capa comum e o último deixado para enfrentar o calor. Quando deixada ao sol das 11h às 13h, a temperatura subia até 60°C no carro descoberto, 57°C no carro com a tampa padrão e apenas 30°C naquele com o metafabric!

Tecidos refrescantes começando a fazer moda

Marcas globais de roupas se interessaram pela descoberta e há metas estabelecidas para integrar o tecido inteligente aos produtos comercializáveis ​​que compramos e usamos todos os dias. Este trabalho poderia se juntar às fileiras dos tecidos patenteados já desenvolvidos por fabricantes ecológicos como Polartec, que é um fornecedor de têxteis premium com soluções presentes nas roupas de praticamente todas as pessoas, de Adidas à Prada.

Vários têxteis de resfriamento radiativo têm-se mostrado capazes de melhorar a transferência de calor entre a pele e o ambiente. No entanto, esses materiais ainda são difíceis de produzir em escala industrial, apesar de que, neste caso, a perspectiva é a de que este tecido esteja disponível em mais ou menos um ano. Bem com dias cada vez mais quentes, tudo o que a gente espera é que essa moda pegue logo!

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias