Segunda, 25 de Outubro de 2021 23:24
61996377502
Colunas Estilo

Transformação da imagem conforme seu público alvo

Entenda com quem você vai se comunicar para que sua imagem converse a linguagem do seu público

08/10/2021 08h34
283
Por: Carol Bressane
Transformação da imagem conforme seu público alvo

Sempre falamos da importância de construir uma imagem que representa sua essência, seus objetivos e valores, mas também é muito importante entender quem são as pessoas que vão ler a sua imagem. 

A sua imagem vai estar falando com quem ? 

Essa conexão é tão importante quanto a conexão sua com a sua imagem.

Uma coisa eu te digo com certeza: As pessoas vão te ler e te julgar, quer você queira, quer não.

Então quanto mais certeira e clara for a sua imagem, mais chances de êxito você terá.

Então entenda seu público e como falar com ele. Imagine só você dar uma palestra sobre a evolução da tecnologia para vários líderes de TI e você chega toda vestida de forma séria, de terno escuro e passando uma imagem tradicional e conservadora ? Concordam que a chance de você “falar” com o seu público vai ser mal interpretada ?

Vamos mostrar um exemplo prático e bem conhecido da grande maioria de nós: A apresentadora Fátima Bernardes

Desde que saiu do Jornal Nacional e começou a apresentar o Encontro, o visual de Fátima Bernardes passou por uma transformação radical. Blazer, camisa social e roupas muito formais saíram de cena e deram lugar aos vestidos coloridos, camisas de seda, calças jeans e muitos, muitos maxi colares incríveis

Vamos ver como essas mudanças ocorreram conforme a necessidade não só de crescimento profissional mas pela necessidade de se conectar de forma correta com o público que a estava assistindo.

A Fátima Bernardes, começou como repórter e por isso precisava passar uma imagem mais jovem, descolada, acessível, para que as pessoas se sentissem seguras e confortáveis em falar com ela, mas ao mesmo tempo com seriedade e credibilidade pois ela estava à frente da tv e precisava ser competente no que fazia.

Fátima na época como repórter de rua

Quando ela passou a ser âncora de jornal local e posteriormente do Jornal Nacional percebemos uma mudança não só na postura mas também na imagem. Agora ela era uma transmissora da informação, precisava passar seriedade, credibilidade e confiança ao público.

As roupas eram sempre mais sérias, de cores neutras e cortes retos. O cabelo curto para passar a imagem mais clássica e formal e por muito tempo até mais “masculinizada”. O objetivo ali não era chamar atenção para ela, apenas a informação e a seriedade da credibilidade eram importantes. Por isso cores neutras, acessórios pequenos e uma imagem sem detalhes.

Fátima na época como âncora do Jornal Nacional

"Quando eu fazia o jornal, preocupava em manter um cabelo que não chamava muita atenção, que fosse coerente com a função que eu ocupava”, disse Fátima em uma entrevista para o Vídeo Show.

E Fátima manteve essa postura mais séria por muitos anos, até que ela saiu da bancada do jornal e começou a comandar seu próprio programa diário, com público e entrevistas ao vivo. Nesse momento ela precisa desconstruir toda aquela imagem séria, imparcial e inacessível e transformar em uma comunicadora acessível e cativante.

No início a imagem dela ainda passava por uma transição, até mesmo pessoal. “Eu não fazia ideia do que o público ia achar de mim depois de tantos anos me vendo sempre da mesma forma. Foi até difícil para mim no começo me vestir e me portar diferente depois de tantos anos”.

Percebe-se que no início do Programa Encontro, ela ainda usava o cabelo mais curto, mais escuro e as roupas ainda dentro de um estilo mais clássico. 

Fátima no início do Programa Encontro

Conforme o Programa foi se estabilizando e definindo um público alvo, surge a necessidade de uma Fátima ainda mais acessível, que dá a sua opinião pessoal, se conecta com o público e que se mostra mais “gente como a gente”. Ela começa a participar mais, começa a dançar e a cantar. E percebe-se a construção de uma imagem mais leve, solta, fluida.

Ela deixa o cabelo crescer, deixa as ondas e repicados no corte definirem uma imagem mais jovem e moderna, e a realização das luzes e iluminação deixam a sua imagem acessível e convidativa.

Fátima chegou a um momento em que decidiu ser dona de sua própria cabeleira. "Todo mundo muda o cabelo, então eu também quero poder mudar. E aí, comecei a deixar crescer", contou ela.

Fátima assumindo a escolhas do próprio cabelo

Hoje os looks usados por ela viraram referência de moda e representam o estilo da mulher moderna, que é elegante e despojada ao mesmo tempo. O novo visual da apresentadora deu o que falar e fez muito sucesso com a mulherada. 

Passa uma imagem super acessível, comunicativa e que representa a mulher que assiste o programa. Dessa forma as mulheres se encontram representadas e identificadas.

A imagem pessoal é um conjunto de informações: a sua essência, somados aos seus objetivos pessoais, profissionais, o ambiente que você vai e ao público para quem você quer se comunicar.

Fale a língua do seu público alvo, tanto verbalmente quanto não-verbalmente, e sua imagem tem grandes chances de ser bem interpretada e assim evitar erros e ruídos  de imagem.

Beijos enormes

Carol

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias