Domingo, 05 de Dezembro de 2021 14:19
61996377502
Notícias Saúde

Médico cria o 1º preservativo unissex do mundo

Produto é feito com material médico geralmente usado em curativos

29/10/2021 16h30
Por: Vítor Tobias
Créditos: Reuters
Créditos: Reuters

Vem aí o primeiro preservativo unissex do mundo. Sim, ele poderá ser usado tanto por homens quanto por mulheres.

A ‘camisinha’ unissex foi criada pelo médico ginecologista da Malásia, John Tang Ing Chinh, e é feita com material médico geralmente usado em curativos, além de possuir uma área adesiva.

A novidade foi chamada de Wondaleaf Unisex Condom, com a ideia de que a invenção auxilie as pessoas a terem maior controle sobre sua saúde sexual, independentemente do gênero ou orientação sexual.

“É basicamente um preservativo normal com uma cobertura adesiva que se fixa à vagina ou ao pênis, além de cobrir a área adjacente para proteção extra”, explicou John à Reuters.

Unissex e imperceptível

O ginecologista disse que a parte adesiva é aplicada em apenas um lado da camisinha, ou seja, pode ser revertida e usada por pessoas de qualquer sexo. Para chegar no resultado final, o médico realizou diversas pesquisas clínicas e testes.

“Após colocá-lo, muitas vezes você não percebe que ele está lá. Estou bastante otimista de que, com o tempo, será um acréscimo significativo aos muitos métodos anticoncepcionais usados no mundo na prevenção de gravidez e também de doenças”, acrescentou John.

O material do preservativo é o poliuretano, usado normalmente para fazer curativos. O médico fez essa escolha por ser transparente, fino, flexível, resistente e à prova d’água.

A caixa com duas camisinhas custará 14,99 ringgit malaio, o que equivale a cerca de 20 reais.

E o melhor: a camisinha unissex estará disponível para compra no site da Twin Catalyst, empresa de suprimentos médicos, a partir de dezembro deste ano.

*Com informações do portal Só Notícia Boa.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias